TextosVídeos

“O Condicionado” – Um belo exemplo de atitude adotiva

Nosso blog aborda a temática da formação de famílias através da adoção, buscando conscientizar, apoiar e incentivar as pessoas a considerarem a adoção como mais uma forma de exercer a parentalidade. Mas hoje, quero falar com vocês sobre “atitudes adotivas” que podem transformar não só as crianças, mas todos nós, como sociedade.

Segundo informação do blog Atitude Adotiva, especializado no assunto, “A atitude adotiva é um conceito que pode ser ampliado a outros contextos sociais, ambientais e ecológicos, sensibilizando para a prática da cidadania, respeito ao próximo e a sua diferença, consciência ecológica e ambiental.”

download

Com certeza a atitude adotiva permeia o lindo encontro da Shalla e do Raimundo. Já tinha lido sobre esta história nas redes sociais, mas há um ano conheci pessoalmente a Shalla, hoje tenho a honra de trabalhar com ela, e tenho presenciado no seu cotidiano todo o cuidado, carinho e amor que ela tem com o Raimundo.

Acredito que muitos de vocês já tenham acessado este vídeo sobre a história da Shalla e do Raimundo, chama-se “O Condicionado” (original em inglês “The Conditioned”). Esta foi uma das 10 histórias selecionadas para celebrar o 10 º aniversário (2014) do Facebook e uma década de conexões possibilitadas através da plataforma.

raimundo4Resumo sobre a história:

“Raimundo Arruda Sobrinho era sem-teto em São Paulo, Brasil, por quase 35 anos, e tornou-se conhecido localmente para sentar-se no mesmo local e escrever todos os dias. Em abril de 2011 , ele fez amizade com uma jovem chamada Shalla Monteiro . Impressionado com sua poesia e querer ajudá-lo com seu sonho de publicar um livro , ela criou uma página no Facebook para caracterizar a escrita de Raimundo . Nem poderia ter esperado o que aconteceu em seguida.Esta curta-metragem usa imagens de um documentário sobre Raimundo baleado em São Paulo em 2011 e 2012, juntamente com entrevistas e cenas filmadas em Goiania, Brasil, em janeiro de 2014.”

raimundo5

Sabemos que muitas pessoas estão vivendo condicionadas nas suas “Ilhas“, escrevendo inúmeros “poemas” que não são lidos e muito menos valorizados… o que podemos fazer para ajudá-las? Como mudar uma realidade que ultrapassa a nossa rotina, planos, necessidades pessoais?

Meu desejo sincero, pra cada um de nós, é que possamos gerar infinitas atitudes adotivas ao nosso redor, sem olhar para aparência, condição financeira, status, laço sanguíneo,  mas que possamos ver além da carne, que possamos ver a essência e a alma do nosso próximo, atuando na sua necessidade sem esperar recompensa alguma.

O afeto inerente à atitude adotiva sempre encontrará um caminho.”

Saiba mais sobre essa história da Shalla e do Raimundo no blog: http://ocondicionado.blogspot.com/ ou na fanpage:https://www.facebook.com/ocondicionado

Com amor, Luciane

Post anterior

Dia 25/05 – Dia Nacional da Adoção no Brasil

Próximo post

Sobre blog e autora

Gravidez Invisível

Gravidez Invisível

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *