Sobre a autora

Feliz aniversário meu filho, Luca!

Hoje nosso caçula comemora 2 aninhos de vida. O primeiro aniversário ao lado da sua família mas completando o segundo ano da sua jornada nessa terra.

Já reconhecemos nele um pequeno ser determinado a VENCER.

Venceu os nove meses sem o apoio da sua família para chegar nesse mundo e NOS ENCONTRAR.

Venceu um longo e demorado processo burocrático que durou 1 ano, 6 meses e 20 dias. Uma justiça injustamente lenta para aqueles que ainda não tem voz para lutar pelos SEUS DIREITOS. Está assegurado na lei, toda criança tem o direito de viver em família, com amor, respeito e carinho.

arquivo pessoal gravidez invisivel adocao

Foto: Eu que ti

Venceu 1 ano, 6 meses e 20 dias numa casa de acolhimento onde recebeu o básico que uma criança precisa para sobreviver: alimento, cama quentinha e amor. Sim, amor dado por profissionais e voluntários dedicados, o amor necessário até que chegasse EM CASA.

Venceu a SURPRESA da família que apesar de ter esperado por ele 4 anos e 2 meses, havia feito uma ecografia da gestação do coração um mês antes da sua chegada em 25 de novembro 2015 e o parto do coração estava previsto para meados de 2016.

Venceu as emoções de uma mãe de segunda viagem que não fazia ideia de como seria aprender a amar dois filhos, dividir as atenções sem sentir culpa por pegar um ou outro no colo.

Venceu as preocupações do papai com o parto do coração, o primeiro encontro, mas que foram superadas pelo reconhecimento de que éramos família naquele instante.

Venceu as resistências por já ser uma “criança maior” apesar de ser um bebê emocionalmente.

Venceu a barreira do ciúmes do mano mais velho, Noah, que já tinha quase três anos de atenção exclusiva mas que pouco a pouco se rendeu aos encantos do mano “Luquinha, fofinho”, como ele chama carinhosamente.

arquivo pessoal gravidez invisivel adocao

Foto: Eu que ti

Venceu a sua carência afetiva através de agitação para chamar a atenção de quem está ao seu redor. Nem toda criança “ativa” é hiperativa, algumas tem um vazio dentro delas que precisa urgentemente ser suprido. Estamos preenchendo o tanque das emoções dele diariamente, pouco a pouco ele tem sido suprido desta carência do passado e acreditamos que as suas emoções estarão sob o Seu controle. Deus nos ensina a lidar com elas.

Tem vencido diariamente uma dermatite atópica que o deixa agoniado de coceira. Muito cuidado, cremes, treinamento para não coçar mais, tratamento homeopático, anti-alérgico.

Tem vencido o preconceito racial ignorante e inaceitável nos dias de hoje, mas mais real e próximo de nós do que pensamos. Realmente nosso país está carente de muita educação. A cor da nossa pele não nos faz melhor ou pior do que ninguém, debaixo dela somos todos iguais. Deus não faz acepção de pessoas. Romanos 2.11.

Tem vencido o preconceito das famílias formadas pela adoção. Do nosso ponto de vista apenas mais uma forma de se formar uma família. Amor, carinho e respeito está presente e não depende de vínculo sanguíneo. Deus nos deu o primeiro exemplo de adoção através de José e Jesus e para confirmar nos deu o maior exemplo de todos, todos nós seres humanos fomos adotados por Ele através de Jesus Cristo. Efésios 1.5. 

Tem vencido a vida com a sua determinação e com o seu sorriso encantador já tem nos ensinado muito sobre nobreza de espírito através da sua generosidade.

Enfim, nosso pequeno Luca com certeza é um pequeno GRANDE vencedor.

Somos gratos a Deus por Ele ter nos escolhido para sermos a sua família. Você é um presente pra nós.

Te amamos incondicionalmente e estaremos sempre juntos. Ohana.

 Papai, Mamãe, Mano.

“Ohana significa família e família quer dizer aquela que nunca nos esquece ou nos abandona.” 

Lilo & Stitch

arquivo pessoal gravidez invisivel adocao

Foto: Eu que ti

 

Post anterior

Ensaio de adoção: Karen Weingartner e seu filho

Próximo post

Indicação de livro sobre adoção: Pedagogia da Adoção, Luiz Schettini Filho, Editora Vozes

Luciane Moreira

Luciane Moreira

Gaúcha de nascimento, inglesa de coração. Administradora por profissão, blogueira por uma causa. Mãe dos príncipes Noah e Luca. Fui abençoada com uma família maravilhosa e amigos preciosos. Sonhadora ao exponencial infinito. Essencialmente uma caçadora de Deus. Acredito no bem e que ele sempre vence o mal, que menos também pode ser mais e que a felicidade pode sim virar rotina. Já fui mais organizada, a maternidade me trouxe outras prioridades, mas amo etiquetas organizacionais! Possuo muita determinação e persistência para lutar pelo amor e pela justiça. Amo os animais, especialmente meu cão e fiel escudeiro Johnny e a espoleta Amora. Por aqui, compartilho as experiências vividas durante o período de gestação do coração (gravidez invisível) e sobre o universo da formação de uma família através adoção. Tenhos muitos sonhos, um deles é pelo direito que toda criança tem de viver em família recebendo amor, carinho e respeito. Outro é contribuir para uma nova cultura da adoção no meu país. Desejo que você encontre aqui apoio e que saia daqui com novas ideias. Seja sempre bem-vindo!

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *