Crianças e adoção

Era uma vez… uma criança muito amada que chegou em nossas vidas – por Gilmara Lupion

As crianças pequenas gostam bastante de ouvir histórias, sejam elas contadas ou lidas… Que gostoso ouvir uma história contada pelos avós do tempo em que eram crianças… Que gostoso ouvir uma história lida pela mãe ou pelo pai antes de dormir… Os olhinhos brilham, as mãozinhas folheiam o livro, o sorriso aparece, o sono chega…

E se a história for de adoção?! Com certeza será uma linda história de AMOR! Os livros infantis sobre adoção são excelentes recursos para falarmos sobre adoção com as crianças, o faz-de-conta, o imaginário, a surpresa, a ludicidade presente nas histórias infantis costumam seduzir as crianças pequenas, ouvindo histórias elas podem sentir emoções importantes.

www.atlantasymphony.org

www.atlantasymphony.org

Penso também que as histórias infantis sobre adoção, com sua linguagem simples e direta ajudam os pais a responder as perguntas clássicas das crianças sobre como nascem os bebês, se elas nasceram da barriga da sua mãe… Como chegaram a suas famílias? Respostas como: “Não, você não nasceu da minha barriga. Eu quis muito que você tivesse nascido na minha barriga, mas eu não consegui… Precisei da ajuda de outra mulher. Você cresceu e nasceu da barriga de outra mulher. Uma mulher muito especial, que fez você pra mim”.

Uma oportunidade também de dizer para a criança o quanto ela foi esperada, desejada, amada… Que seus futuros pais se prepararam para recebê-la, que esperaram ansiosamente pela sua chegada! Li recentemente uma história linda de uma mãe grávida por adoção, autora do livro “Reis procuram príncipes”, que através de um conto explica as crianças o caminho da adoção. Numa linguagem sensível e adaptada às crianças, a autora fala de uma forma diferente de construir uma família, a adoção. A literatura infantil é uma das ricas possibilidades de discutir as relações familiares, até mesmo a nova estruturação das famílias, como por exemplo, as constituídas por adoção.

www.westfargolibrary.org

www.westfargolibrary.org

Os livros escritos sobre adoção por pais adotivos costumam não vincular qualquer tipo de conflito em relação à adoção. Já, as obras que tem a adoção como foco secundário, e os clássicos da literatura infantil, como, ‘O patinho feio’, ‘Mogli’, ‘Cinderela’, entre outros, compreendem inúmeras histórias de crianças que não são criadas por seus pais biológicos, representando várias situações de conflito, o que também é bastante positivo para que as crianças compreendam que os conflitos existem, e aprendam a lidar com eles.

As histórias infantis são um dos recursos para falar sobre a adoção com as crianças, espera-se assim contribuir para a construção de uma cultura adotiva em casa e na escola, e instrumentalizar os pais e os professores a conversarem sobre a adoção com as crianças a partir da literatura infantil.

Era uma vez… uma criança muito amada que chegou em nossas vidas.

Gilmara Lupion Moreno

Pedagoga, Professora Universitária, trabalha com a formação de professores de crianças de zero a cinco anos.

Post anterior

Adoção: Gestação e Parto do coração

Próximo post

Encantadora de bebês Lucia Wanderley apadrinha famílias formadas pela adoção

Gilmara Lupion

Gilmara Lupion

Meu nome é Gilmara. Sou grata a Deus e aos meus pais (in memorian), pelo dom da vida, pelo amor incondicional. Sou londrinense, nasci e resido em Londrina-PR. Sou casada, vivi a experiência de encontrar o meu esposo através da fé e tenho certeza de que ele foi obra de Deus em minha vida. Sou mãe por adoção de uma menina carismática e de um menino simpático, ambos ‘guerreiros’, decididos a viver, amar e ser amados, também obra de Deus em minha vida. Sou membro do Grupo de Apoio à Adoção Trilhas do Afeto. Sou Pedagoga, Professora Universitária, trabalho com a formação de professores de crianças de zero a cinco anos, pois acredito que, assim como a família, a educação infantil é fundamental nesta etapa da vida - a infância.

2 Comentários

  1. setembro 22, 2016 em 2:53 pm — Responder

    Linda, guerreira e por nossa sorte está em nossa cidade e fazemos parte do mesmo grupo, Parabéns Gil pelo lindoss trabalhos, Parabéns Lu por esse blog maravilhoso, 💓💓

    • setembro 23, 2016 em 8:39 am — Responder

      Obrigada pelo carinho! Que a sua espera seja breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *