Depoimento do leitorEntrevistas

Entrevista com Rosi Prigol

Com muito carinho compartilho com vocês o relato de vida da Rosi Prigol, presidente do Instituto Amigos De Lucas e feliz mãe do Gilberto (28), da Luiza (25), do Gabriel (08), do Wesley (08) e da Wendy (05).
Que esta e tantas outras histórias que compartilhamos por aqui sirvam de inspiração para você.
Encerrando as postagens de 2014 com chave de ouro!
Grande beijo, Luciane

O Gabriel chegou com 02 dias de vida através de uma adoção consensual, a mulher que o gerou decidiu doar seu quinto filho tão logo ele nasceu. Prostituta e drogada ele foi o único a ter legalizado a adoção.  Sem esconder essa realidade de meu filho, escrevi um livro para ele, para que, quando grande, ele possa ler e entender essas duas formas de amor, da mãe biológica que decidiu dar a ele uma vida melhor e da mãe adotiva que o recebeu como uma dádiva.
 
Além do Gabriel, já  tinha dois filhos biológicos adultos : o Gilberto hoje com 28 anos e a Luiza com 25.Em 28.07.2009, o juiz da vara da infância  ligou, solicitando o trabalho do “famílias acolhedoras”, programa do Instituto Amigos de Lucas que acolhia crianças tiradas de casa e que deviam ser levadas a um abrigo. Quando não há vaga nos abrigos, uma família as recebe temporariamente até a volta para casa ou irem para adoção.
Como naquele dia só havia uma família disposta a ficar com os 02 maiores, uma menina com 09 anos e seu irmão com 05 anos, eu e meu marido aceitamos ficar com os dois menores : um menino com 03 anos e sua mana com 03 meses.
stas crianças foram retiradas de casa por drogadiçao dos pais que por medo de serem mortos pelo tráfico acabaram fugindo deixando para trás seus 04 filhos dentro de um barraco, sujos e com fome.
Neste dia sem saber passei de mãe de 03 filhos a mãe de cinco.
A história que passamos de lá para cá foram de muita luta contra um sistema que analisa crianças como número de processos.
Foram retirados de nós  ( da outra familia também ) e por quatro meses ficaram abrigados por erro do judiciário.
Foram 04 meses de luta para que os trouxessemos  de volta ao nosso lar.
Hoje após 05 anos e 04 meses obtivemos a certidão de nascimento dos nossos filhos.
Desde a chegada deles os 04 irmãos sempre estiveram juntos, embora vivendo separados em 02 famílias.
O que a vida separou, a adoção uniu. Minha família tem a cor do amor.
 
Rosi Prigol
Presidente Instituto Amigos De Lucas
Post anterior

Entrevista com Jéssica Mundim Aguiar

Próximo post

Dia 25/05 – Dia Nacional da Adoção no Brasil

Gravidez Invisível

Gravidez Invisível

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *