Pré-natal da adoção

Ecografia da gestação do coração

Estamos há 3 anos e 1 mês habilitados para adoção. Recentemente fomos contatados pelo Fóro para uma reavaliação psicossocial. Meu marido traduziu muito bem este momento, fomos fazer uma“Ecografia”.

Segundo o dicionário Aurélio Psicossocial é a aglutinação de psico com social. Atividade ou estudo relacionando aspectos psicológicos conjuntamente com aspectos sociais; estes, considerados distintos dos aspectos políticos, dos econômicos e dos militares. Fala do humano, seu psiquismo e as relações sociais. Que concerne simultaneamente à psicologia individual e à vida social.

A ecografia é um dos principais exames complementares de diagnóstico utilizados para a vigilância da gravidez. Trazendo para o mundo da adoção, não ficamos muito longe disso, não é verdade? Claro, não temos um exame físico, mas sim um “exame” psicológico.

Na entrevista a assistente social e a psicóloga queriam avaliar nosso interesse em continuar com o processo, verificar como estávamos com relação a espera, conversar sobre o perfil entre outras questões. Também foi um bom momento para novos esclarecimentos pois as dúvidas do início do processo já tinham sido sanadas anteriormente. As dúvidas de agora são mais específicas com relação a legislação, Estatuto da Criança, demora nos processos de destituição familiar, realidade dos abrigos, etc. Foi um encontro muito bom. Claro que esperávamos que o nosso segundo filho já estivesse chegando, mas segundo elas temos pelo menos mais uns dois anos de gestação.

Se vocês forem chamados para esta reavaliação, não fiquem receosos, na verdade é um momento muito valioso e que deve ser muito bem aproveitado. Escrevam as perguntas em um papel se for o caso, pois na hora ficamos tão envolvidos que acabamos esquecendo de algumas coisas.

Vamos lá, seguimos em frente na nossa gravidez invisível da adoção, lutando pela formação da nossa família e pela nova cultura da adoção no nosso país.

Com amor,

Luciane e família

28/10/2014

Post anterior

Entrega consciente: Estou grávida e quero entregar a criança para adoção, o que fazer?

Próximo post

Quando nasce uma mãe?!

Luciane Moreira Cruz

Luciane Moreira Cruz

Gaúcha de nascimento, inglesa de coração. Administradora por profissão, blogueira por uma causa. Venturosamente esposa do Filipe e mãe dos príncipes Noah e Luca. Fui abençoada com uma família maravilhosa e amigos preciosos. Sonhadora ao exponencial infinito. Essencialmente uma caçadora de Deus. Acredito no bem e que ele sempre vence o mal, que menos também pode ser mais e que a felicidade pode sim virar rotina. Já fui mais organizada, a maternidade me trouxe outras prioridades, mas amo etiquetas organizacionais! Possuo muita determinação e persistência para lutar pelo amor e pela justiça. Amo os animais, especialmente meu cão e fiel escudeiro Johnny e a espoleta Amora. Por aqui, compartilho as experiências vividas durante o período de gestação do coração (gravidez invisível) e sobre o universo da formação de uma família através adoção. Tenhos muitos sonhos, um deles é pelo direito que toda criança tem de viver em família recebendo amor, carinho e respeito. Outro é contribuir para uma nova cultura da adoção no meu país. Desejo que você encontre aqui apoio e que saia daqui com novas ideias. Seja sempre bem-vindo!

1 Comentário

  1. setembro 20, 2016 em 1:43 pm — Responder

    Adoroooooo o blog gravidezinvisivel!!!!! parabens pelas matérias!!!! Precisando de roupas moda gestante encontre lindas roupas confortáveis na Amor Mãe Moda Gestante com preços incríveis http://www.amormae.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *