Gestação do coração

Adoção e os conselhos sábios que recebi por Isabella Furtado

Duas dicas que vão ajudar você a viver melhor a espera

Imagem: www.thesimpledollar.com

Imagem: www.thesimpledollar.com

A gente ouve muita coisa quando toma a decisão de adotar um filho. Muitas vezes são críticas, questionamentos, comentários negativos, mas há também a compreensão, o apoio, a alegria conjunta e os bons conselhos (ufa!).

A gestação do coração é emoção garantida! Só sabemos quando ela começa, não temos ideia de quando e como ela vai terminar, porque mesmo traçando um perfil de criança, há algumas variáveis que só vamos descobrir quando recebermos a tão esperada ligação do fórum: sexo, idade, cor, peso, altura…

Numa gestação biológica os pais sabem que têm cerca de 9 meses para preparar o quarto do bebê, montar o enxoval, escolher pediatra e podem ir comprando fraldas, roupinhas e tudo mais aos poucos. Quando falamos de adoção isso não é possível.

Além de servir como um teste para nossa paciência e ansiedade, esse tempo de espera pode (e deve!) ser utilizado de forma útil e é aqui que entra o conselho mais sábio que recebi nesse processo. Uma assistente social me disse que seria legal se eu fizesse uma lista com os fornecedores que poderiam me atender quando a hora chegasse, mas um detalhe na fala dela fez toda a diferença: fornecedores que atendessem à pronta entrega. Claro! Lembra das variáveis?

Então peguei um caderno e comecei a escrever tudo que eu acho que vou precisar quando a bolsa estourar: móveis para o quarto, enxoval, carrinho, cadeirinha para o carro, banheira, telas protetoras para as janelas, pediatra… o próximo passo era descobrir os fornecedores à pronta entrega.

Aproveitei o caderno para listar também as ideias para o chá de boas vindas: convite, formato da festa, convidados, tema, horário, local, atividades, comidas, bebidas, lembrancinhas… um planejamento completo, afinal quem se planeja e se organiza leva vantagem! (Esse assunto dá um outro post, não é?)

Com tudo escrito é mais fácil realizar também um planejamento financeiro e aqui entra mais um conselho sábio que recebi: faça uma poupança. Já que não dá pra ir comprando nada aos poucos, o melhor caminho é ir juntando dinheiro, pois as despesas surgirão de repente e todas juntas. Não precisa ser no banco se você não quiser, basta guardar o dinheiro.

Quando tomamos ações práticas como essas a espera deixa de ser um tempo vazio, um vácuo, um silêncio interminável e se torna de fato um período de preparo, o caminho para a realização do nosso sonho.

Isabella Furtado

Jornalista

Deu entrada no processo em outubro de 2014

Post anterior

Book da gestação do coração: Peterson & Dayane: "Nossa gestação é sobrenatural!"

Próximo post

Criando laços afetivos

Gravidez Invisível

Gravidez Invisível

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *