Pós-parto do coração

Adoção e o papel da doula no pós-parto do coração

É muito complexo você gerar um ser no seu coração, sentir-se grávida, parir pelo coração, tornar-se mãe, criar um vínculo de amor com uma criança que não nasceu biológicamente de você mas de outrém, e concluir que após o parto do coração você incorpora (coloca para dentro, reune agrupa, anexa) este ser para dentro de você para todo sempre.

No mínimo complicado de explicar, o que dirá de vivenciar, não é mesmo? Pois bem, por isso sempre digo que uma gestação do coração merece um acompanhamento psicológico, que chamo de pré-natal da gestação do coração. Já falamos sobre isso nesse texto:http://gravidezinvisivel.com/gravidez-do-coracao/pre-natal/

E complementando este raciocínio, quero falar com vocês da importância de uma doula no pós-parto do coração. Eu conheci o trabalho exercido pelas doulas muito recentemente, e vejo como teria sido maravilhoso este acompanhamento durante o meu pós-parto do coração.

Olha que interessante o significado de doula que encontrei no dicionário informal:

Assistente de parto sem titulação oficial, que proporciona informação e apoio físico e emocional a mulheres durante a gravidez, o parto e o pós-parto, inclusive amamentação. A palavra doulaprocede do grego e foi pela primeira vez grafada em caracteres romanos por linguistas franceses. A doula não pode ser considerada parteira; sua função é de dar apoio físico e emocional à mulher em trabalho de parto. Durante a gestação, fornece informações baseadas em evidências científicas para evitar cesarianas indesejadas ou desnecessárias, proporcionar uma experiência positiva de parto e reforçar o vínculo mãe/filho. São figuras importantes na retomada do parto fisiológico, natural, humanizado. (e do coração! Grifo meu). 

Foto: http://little900.rssing.com/chan-8372933/all_p1.html

Foto: http://little900.rssing.com/chan-8372933/all_p1.html

Bom, como eu queria provar que a minha teoria de ter um suporte de uma doula no pós-parto do coração tinha fundamento, eu não sosseguei enquanto não conversei com uma profissional da área. E foi então que conheci a Juliana Sell, psicóloga e doula pré e pós-parto na Apoio Materno. Nosso encontro foi muito rico e esclarecedor e, testifiquei que, a aplicação do conhecimento e experiência das doulas nas famílias formadas pela adoção também é algo novo.

Segundo a Ju, O papel da doula também se estende para o pós-parto, chamada atualmente de “doula pós-parto”. Neste tipo de acompanhamento a mãe recebe cuidados de uma profissional com o carinho de uma “comadre”, dando suporte emocional, auxiliando na organização da casa e novas rotinas e dicas sobre cuidados com o filho. Principalmente cuidando das necessidades da nova mãe para que esta possa ter mais tranquilidade e segurança nos cuidados do filho. A doula de um pós-parto do coração é muito importante, pois a mãe que adota também passa por uma grande mudança de vida e de emoções. Pouco se fala sobre isso e é esquecido da importância do apoio emocional e prático da nova família. A mãe por adoção também precisa se adaptar, sentir-se segura, ser cuidada e ouvida em suas novas preocupações. Para que com o carinho e suporte adequados possa se entregar à nova realidade e viver plenamente todas as transformações da maternidade.”

Foto: http://blogs.weta.org/tellyvisions/2014/04/06/call-midwife-series-3-episode-2-recap

Foto: http://blogs.weta.org/tellyvisions/2014/04/06/call-midwife-series-3-episode-2-recap

No meu próximo pós-parto do coração certamente terei uma para me acompanhar e ensinar e pelo visto já encontrei a minha!

Tem um site chamado Doulas do Brasil que tem muita informação e lá você também pode fazer uma busca de profissional por região: http://www.doulas.com.br/

Desejo que você encontre a sua doula, e que, receba todo o suporte necessário!

Sorte para todos nós!

Um beijão com carinho,

Luciane Cruz

Post anterior

Adoção: Curso Online - Como organizar um Chá de Boas-Vindas - Aula 4

Próximo post

Francine Ayres

Gravidez Invisível

Gravidez Invisível